TASSO JEREISSATI ARRUMA AS MALAS PARA VIAJAR E DEIXA FUTURO DO PSDB NAS MÃOS DE CHIQUINHO FEITOSA

O senador Tasso Jereissati não deu crédito, nem alimentou esperanças de interlocutores que o sondaram para concorrer à reeleição. Aos 72 anos de idade, Tasso considera que cumpriu a sua missão na vida pública, decidiu não disputar mais cargos eletivos no Ceará e pode encerrar a carreira com a presença na chapa da senadora Simone Tebet (MDB) à Presidência da República.

Uma das possibilidades de candidatura à reeleição seria na aliança com o PDT no cenário de um eventual fim dos entendimentos com o PT. O quadro está se configurando, mas, antes do encontro nacional do PDT, realizado em Fortaleza, Tasso rechaçou o assédio e foi claro que não entraria na disputa eleitoral, muito menos para enfrentar o ex-governador Camilo Santana. Em termos de futuro do PSDB no Estado, a condução é do presidente regional Chiquinho Feitosa.

A poucos meses para encerrar o segundo mandato no Senado, Tasso Jereissati participa de reuniões com lideranças políticas e empresariais nacionais, articula a aliança MDB-PSDB e, embora não tenha declarado que ocupará a vaga na chapa com a senadora Simone Tebet, aceitará a missão para encerrar a carreira política. Outra agenda é de viagens com a família para os Estados Unidos e, no próximo roteiro, no mês de julho, a Europa.

Quanto aos rumos do PSDB no Ceará, o bastão para condução política já está dado ao presidente regional Chiquinho Feitosa. Em conversas recentes com Chiquinho e com o ex-governador Camilo Santana, Tasso foi claro sobre o encerramento da carreira política. Sob a liderança de Chiquinho, o PSDB ficará com o ex-governador e pré-candidato ao Senado, Camilo Santana.

Blog do Rosálio Daniel/Ceará Agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.