MENINO DE TRÊS ANOS MORRE APÓS PASSAR UM ANO COM UM PREGO NO PULMÃO

Família acusa hospital de negligência por não ter feito os exames necessários quando o pai levou a criança ao hospital pela primeira vez.

Um menino de três anos morreu após um prego que tinha no pulmão há um ano ter lhe perfurado o órgão.

De acordo com o portal G1, tudo começou em junho de 2021 quando os pais detectaram que Cauan Conceição tinha engolido um objeto, mas não conseguiram identificar o que era.

O pai, após verificar sangue na boca da criança, levou-o ao Hospital Municipal de Canavieiras, na Bahia.

“Levei-o para o hospital, na mesma noite. Chegando lá, o médico olhou e falou que não tinha nada na garganta da criança. Aí a gente voltou”, contou o pai de Cauan, Cosme Conceição.

Depois desse dia, Cauan foi levado ao hospital múltiplas vezes, sempre com as mesmas queixas. “Ele ficava sentindo febre e tossindo demais”, relatou Clarice, mãe da criança, indicando que os sintomas se foram agravando com o passar do tempo.

No hospital, o menino era sempre medicado, sem se efetuarem exames, até que os pais decidiram tomar medidas e fazer o exame pelos próprios meios. Foi aí, através de um raio-x, que os pais do menor perceberam a gravidade do problema. A família voltou com o menino ao hospital.

Chegado ao hospital, deram-lhe medicação e mandaram-no esperar por transferência. Cauan foi então transferido para um hospital em Salvador, onde foi submetido a uma cirurgia para retirar o prego. Os médicos identificaram que o material havia perfurado os pulmões de Cauan, tendo ficado internado dois dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas o menor não resistiu.

Os pais acusam o Hospital Municipal de Canavieiras de negligência pelos cuidados que prestaram ao filho sem o devido diagnóstico.

O caso está sendo investigado.

Blog do Rosálio Daniel

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.