AVALANCHE DEIXA PELO MENOS SEIS MORTOS NOS ALPES ITALIANOS

Pedaço de geleira se rompeu e criou deslizamento que atingiu turistas que faziam trilha no local. Pelo menos oito pessoas se feriram. Equipes de resgate seguem no local.

Pelo menos seis pessoas morreram e oito ficaram feriadas neste domingo (03/07) nos Alpes italianos após uma geleira se romper e provocar uma avalanche. Equipes de resgate prosseguem nas buscas nesta segunda-feira.

A avalanche ocorreu no pico da Marmolada, na cadeia montanhosa Dolomitas. A mídia local descreveu que uma grande massa de gelo, neve e detritos deslizou pela montanha antes de atingir pessoas que faziam uma trilha no local.

Os feridos, incluindo uma pessoa em estado crítico, foram levados para vários hospitais nas regiões de Trentino-Alto Adige e de Vêneto, segundo as autoridades de resgate.

Pelo menos cinco helicópteros e vários cães de resgate foram usados no domingo durante a busca, além de drones equipados com câmeras térmicas.

18 pessoas na área durante o colapso

As autoridades de emergência no nordeste da Itália publicaram no Twitter que cerca de 18 turistas estavam na área no momento da ruptura.

“Ouvimos um barulho alto, típico de um deslizamento de terra”, disse uma testemunha à agência de notícias Ansa. “Depois disso, vimos uma avalanche de neve e gelo em direção ao vale em alta velocidade e soubemos que algo ruim havia acontecido.”

O serviço de resgate alpino disse que um segmento da geleira se rompeu perto de Punta Rocca, “ao longo do caminho normalmente utilizado para chegar ao pico”. O local é um serac, ou pináculo de uma geleira.

Não está claro o que fez com que o segmento de gelo se rompesse e descesse a encosta em alta velocidade. No entanto, a intensa onda de calor que atinge a Itália desde o final de junho pode ser um fator, disse Walter Milan, porta-voz do serviço de resgate alpino, à TV estatal italiana.

O pico da Marmolada tem cerca de 3.300 metros e é o mais alto das Dolomitas orientais. A geleira leva ao rio Avisio e tem vista para o lago Fedaia.

Blog do Rosálio Daniel

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *