ESTUDANTE CEARENSE, PRIMA DE EUNÍCIO OLIVEIRA, É ENCONTRADA MORTA NA PARAÍBA

Namorado da jovem foi preso preventivamente pela polícia civil paraibana. Mariana Thomaz Oliveira cursava medicina em faculdade de João Pessoa

Uma estudante de 25 anos, natural de Lavras da Mangabeira, na região do Cariri, foi encontrada morta com sinais de asfixia em um apartamento de João Pessoa, na Paraíba, nesse sábado, 12. Mariana Thomaz Oliveira cursava medicina em uma faculdade privada da capital paraibana. O suspeito de ter cometido o crime é o próprio namorado da vítima, que foi preso preventivamente pela Polícia Civil. Ele é o proprietário do imóvel onde o corpo da jovem foi encontrado.
O apartamento fica localizado na orla da Praia de Cabo Branco, área nobre da capital paraibana. A Polícia foi até o local após o namorado de Mariana telefonar para a Delegacia para pedir ajuda informando que ela estaria sofrendo convulsões. No endereço, os policiais encontraram a jovem sem nenhum sinal vital.

Equipe de peritos do Instituto de Polícia Científica da Paraíba foi acionada para atender à ocorrência e identificou várias marcas de estrangulamento no corpo da estudante. As agressões foram confirmadas através de exame de corpo de delito. Após o processamento dos laudos, o namorado da jovem foi preso preventivamente.

Em nota enviada ao O POVO na tarde deste domingo, 13, a Polícia Civil da Paraíba informou que o suspeito continua detido na carceragem da Central de Polícia, em João Pessoa (PB), onde aguarda por audiência de custódia e segue à disposição disposição da Justiça. A corporação ainda afirma que as investigações sobre o caso serão conduzidas pela Delegacia de Homicídios da capital. O delegado responsável pelo inquérito será definido nesta segunda-feira, 14.

Comoção em Lavras

A morte da estudante, bastante conhecida entre seus conterrâneos, causou comoção na população de Lavras da Mangabeira, a 422km de Fortaleza. O prefeito do Município, Ronaldo da Madeireira, publicou uma nota de pesar nas redes sociais e decretou luto oficial de três dias pelo falecimento da jovem.

“Neste momento de profunda dor e pesar, a administração municipal, através do Prefeito, juntamente com secretários e demais funcionários, manifesta aos familiares e amigos, expressando as mais sinceras condolências pela partida precoce”, diz o texto da nota.

Mariana era prima em segundo grau do cearense Eunício Oliveira (MBD), ex-presidente do Senado. Por meio de publicação oficial no seu perfil do Instagram, o político lamentou a morte da familiar e disse que a notícia deixou Lavras da Mangabeira “absolutamente consternada”.

“Manifesto minha solidariedade a todos os familiares e amigos que hoje sofrem com essa grande perda, em especial aos seus pais Bosco Oliveira e Francilene Tomás, e ao seu irmão Gustavo Oliveira. Que Deus, em sua infinita bondade, possa confortar o coração de cada um nesse momento de imensa dor e pesar”, diz parte do texto publicado pelo ex-senador.

Velório é neste domingo

Após a autópsia, ainda ontem, 12, o corpo de Mariana foi liberado, e já está em Lavras da Mangabeira. O velório está sendo realizado neste momento, na residência da família, e haverá uma missa na Igreja Matriz às 16h30min. Ela será sepultada no cemitério municipal.

Blog do Rosálio Daniel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *